5, jun 2023
Técnico de Lana Del Rey presta depoimento à polícia em inquérito que investiga crime de xenofobia

Depoimento aconteceu após o show da cantora neste sábado (3), americano foi ouvido pela polícia e, novamente, voltou a se desculpar por ofensas. Will Whitney não fez o registro do roubo.

Will Whitney, técnico de baterista da cantora americana Lana Del Rey, prestou depoimento à polícia no inquérito que investiga crime de xenofobia, do qual ele é suspeito. O depoimento aconteceu após o show da cantora em São Paulo na noite deste sábado (3).

Na semana passada, o americano disse, após ter sido vítima de roubo do RJ, que foi “roubado por um pedaço de merda numa moto”. Ele ainda disse que o Brasil deveria se f* e que os brasileiros não mereciam música ao vivo”.

Ele foi ouvido pela delegacia de Atendimento ao Turista de São Paulo a pedido da delegada Rita Salim, da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) do Rio. Will não quis fazer registro do roubo.

Em depoimento, Will disse que se arrependeu e que jamais gostaria de ofender o povo brasileiro e que, na verdade, “tem muito apreço pelo país, no qual já esteve mais de uma vez, inclusive”, disse o americano, admitindo que as palavras usadas contra os cariocas e brasileiros foram de muito mau gosto.

“Foi um trabalho rápido da Decradi, que conseguiu fazer contato com o Deatur de São Paulo, que cumpriu imediatamente a precatória, com a oitiva, antes mesmo que ele saísse do país”, explicou a delegada, destacando o trabalho integrado das polícias do Rio e São Paulo.

Whitney e a equipe de Lana estão no Brasil para diversas apresentações. Ele usou sua página no Instagram para mostrar indignação contra o furto de seu aparelho celular em Copacabana, na Zona Sul. Em uma postagem feita em 28 de maio no Instagram, Will Whitney escreveu:

“Acabei de ter meu celular roubado das minhas mãos por um pedaço de merda em uma motocicleta. Foda-se esse país inteiro. Eles não merecem música ao vivo. Mal posso esperar para voltar para casa”. Ele ainda usou as hashtags “F*-se Brasil”, “lixo humano” e “buraco de merda” na postagem.
Posteriormente, Whitney pediu desculpas pelo post e disse que escreveu os xingamentos no auge de suas emoções.

 

Deixe um comentário